Misto quente!

2 de fev de 2015
Oie galera!!!
Hoje vim falar sobre um livro muito interessante, dependendo do ponto de vista do leitor, claro!
Sempre ouvi dizer que Bukowski era um velho rabugento, mau humorado, pessimista... Isso tudo me deixou completamente curiosa para ler um livro dele e ver se realmente acho ele tudo isso, e a minha opinião? Vocês vão conferir junto com a resenha do livro Misto quente!
                                                                                                                                                         
Autor:Charles Bukowski.
Editora: L&PM Pocket
Número de páginas: 320

Sinopse: O que pode ser pior do que crescer nos Estados Unidos da recessão pós-1929? Ser pobre, de origem alemã, ter muitas espinhas, um pai autoritário beirando a psicopatia, uma mãe passiva e ignorante, nenhuma namorada e, pela frente, apenas a perspectiva de servir de mão-de-obra barata em um mundo cada vez menos propício às pessoas sensíveis e problemáticas. Esta é a história de Henry Chinaski, o protagonista deste romance que é sem dúvida uma das obras mais comoventes e mais lidas de Charles Bukowski (1920-1994).
Verdadeiro romance de formação com toques autobiográficos, Misto-quente(publicado originalmente em 1982) cativa o leitor pela sinceridade e aparente simplicidade com que a história é contada. Estão presentes a ânsia pela dignidade, a busca vã pela verdade e pela liberdade, trabalhadas de tal forma que fazem deste livro um dos melhores romances norte-americanos da segunda metade do século XX. Apesar de ser o quarto romance dos seis que o autor escreveu e de ter sido lançado quando ele já contava mais de sessenta anos, Misto-quente ilumina toda a obra de Bukowski. Pode-se dizer: quem não leu Misto-quente, não leu Bukowski.

Minhas breves palavras sobre o livro...
Sensacional! Tem coisa melhor do que esse livro? Um dos grandes romances americanos! Sei que durante  livro tem muitooooos palavrões e coisas desnecessárias, mas se parar para observar, Bukowski apenas relata tudo que é real, porém a sociedade se nega a enxergar.
O livro conta a história de Henri Chinaski (digamos que esse personagem é um pouco do próprio Bukowski), um garoto que sofreu muito desde a infância até a adolescência, ele não gostava muito do pai, pois ele batia em sua mãe e nele e até gostava da mãe mas ele não era muito fã de família!
Sempre viveu com o mínimo, a mãe trabalhava o dia inteiro e o pai também e com a crise que os Estados Unidos estava vivenciando, o difícil era arranjar emprego! Na escola ele sempre dava uma de valentão, arranjava brigas, não tinha amigos, mas pensava muito em garotas, pena que nenhuma delas era afim dele, até porque durante a adolescência ele teve espinhas horrorosas, que ficavam gigantes e nenhum tratamento dava conta.
Por não ter carinho dos pais e pela realidade na qual vivia, Henri começou a beber muito jovem e a fumar também, tudo influência de um amigo que lhe ofereceu o primeiro vinho, a primeira cerveja e o primeiro cigarro, logo depois disso, a maior parte do  tempo não estava nada sóbrio.
Por fim, chega a época da faculdade, ele não tem emprego, resolveu cursar jornalismo, chegava sempre atrasado nas primeira aulas e  gostava muito de passar o tempo bebendo e escrevendo seus contos, mas após o pai ter achado seus escritos, Henri foi expulso de casa e se viu obrigado a morar de aluguel em espeluncas.
A vida dele não era cercada de emoções, mas com o livro podemos perceber a realidade de muitos jovens,  o que a falta de afeto causa e principalmente o que a maioria da sociedade vive. Com muitas palavras "abertas" consideradas de baixo calão, o livro vai moldando a vida de Henri, cercada de aventuras, bebidas, escritos, brigas e jogos. Confesso que fiquei com dó do personagem, mas no final das contas nem ele queria ser "alguém" na vida, se acostumou com o que tinha e com  o que se tornou.... 

A edição do livro não me agradou muito, por ser páginas brancas, o livro é edição econômica, sem contar que não da para abrir muito bem o livro, mas o enredo vale super apena, com toda certeza é um livro totalmente diferente de tudo que você já leu!

E por fim posso concluir que, apesar de rabugento, Bukowski me fascinou e é certeza que vou ler muitos outros livros desse grande autor!

Espero que gostem... 
Beijos.
Lua.



0 comentários:

Postar um comentário

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo