Mais uma Jornalista Anônima e seu vício!

17 de mar de 2015
Oi gente bonita, como vocês estão? Calma, não precisam se perguntar: "OMG, quem é essa ai que está no lugar da Luana?", eu já vou me apresentar. Meu nome é Amanda Abdias, mas o pessoal costuma de chamar de Mands, nunca de Manda (eu tenho pavor) ou de Abdias, parece que o pessoal acha mais fácil me chamar pelo sobrenome e eu vou confessar que gosto, não ligo. Assim como a Lua, eu faço Jornalismo e tive a incrível oportunidade de conhecer alguém que divide gostos comigo.
Provavelmente vocês verão eu postar mais sobre livros, séries, filmes e as vezes músicas que são as minhas paixões. Não é relevante, mas eu sou pisciana, tenho tendência em ser extremamente carinhosa, sonhadora e (infelizmente) ciumenta, inclusive tenho ciúmes dos meus livros. Aproveitando o assunto de livros, tá ai pra vocês o meu top 5 de livros.

5º LUGAR

Legend, trata da história de Day e June, o bandido e a garota prodígio. Pra quem gosta de Jogos Vorazes e/ou Divergente, pode ter certeza que também vai gostar (ou se apaixonar no meu caso), é uma distopia misturado com romance. A principio eu achei meio "precoce", afinal ambos têm 15 anos de idade, mas eu fiquei tão apaixonada pelo contexto que me esquecia da idade dos dois. E a história é: os Estados Unidos foi dividido em República e Colônias, na República todos os jovens de 10 anos são obrigados e participar do teste e de acordo com sua pontuação são designados para uma área, June é a única pessoa desde o início dos testes que atingiu a pontuação máxima de 1500 pontos, por isso é uma prodígio. Day era pobre, obteve baixa pontuação e foi encaminhado para servir de cobaia para depois ser morto, porém ele conseguiu fugir, é um tipo de Robin Hood  sem arco e flecha, rouba dos ricos para dar aos pobres, nunca matou, até que um dia é acusado de matar Metias Iparis, irmão de June e ela começa uma busca atrás dele para pegá-lo, já que nunca ninguém conseguiu. Day ao conhecer June se apaixona, ela o traí entregando-o para a República e enfim, vocês devem ler. O que me atraiu: Algumas das abordagens sobre política (que sinceramente está no livro inteiro) é sobre a briga pelo poder, falta de liberdade de expressão, alguns de problemas políticos que eu relacionei muito com o nosso dia-a-dia.

4º LUGAR 

Divergente: Convergente. Eu amo esse livro, eu amo a história, eu amo o contexto, eu amo o Tobias Eaton, amo tudo nessa história. Pra quem esteve dormindo nos últimos 2 anos e não sabe o que é Divergente é uma distopia que se passa em Chicago, onde foi tudo dividido em 5 facções: Amizade, Audácia, Erudição, Franqueza e Abnegação. Foi um livro que me surpreendeu pelo final totalmente inesperado, e acho que apesar de doloroso, foi um final épico. O que me atraiu: Basicamente tudo, eu queria ler o livro antes do filme lançar, e já tinham me indicado, eu comecei lendo pela internet, mas preferi comprar o livro (afinal, nada melhor que o livro na sua mão de verdade) e eu indico pra quase todo mundo que ainda não leu. A história de Beatrice Prior (ou melhor, Tris) é aquela história que você não deve deixar de conhecer. E dos três, esse é o que eu demorei menos para ler, é muito bom.

3º LUGAR

Dividindo o terceiro lugar estão dois livros da mesma saga - A Mediadora: Assombrado e Crepúsculo. A saga em si é bem cativante, eu amei. Achei bem diferente um romance entre uma mediadora e um fantasma. E não só isso, a Suze tem que ajudar fantasmas que estão vagando pela terra a encontrar seu próximo destino (seja o céu, inferno, ou outra vida, o que seja) e ela passa por cada perrengue, digamos que os fantasmas que ela ajuda não são muito receptivos e estão afim de seguir em frente. E o Jesse, é o fantasma por quem Suze se apaixona e que mora no seu quarto, quando ela fala dele, seus detalhes, é de tirar o folego de qualquer garota, Jesse tem 150 anos, ele tem um jeito maravilhoso, tudo nele é perfeito. O que me atraiu: Eu conheci através de uma amiga e a sinopse me chamou muito a atenção, são 6 livros que eu devorei praticamente. A história é vem diferente, isso com certeza foi o ponto que mais me atraiu.

2º LUGAR

Quem é você, Alasca? Gente, por favor, o que falar desse livro que conheci a pouco tempo e já amo pakas? A história é incrível, não previsível, linda, atraente e muito engraçada. O John Green com certeza tem um dom para nos fazer chorar. A história é da garota extrovertida e totalmente instável Alasca, e Miles um garoto que foi atrás do seu Grande Talvez, e é apaixonado por últimas palavras. Eu nem sei o que falar, acho que só lendo pra vocês sentirem o que eu senti ao ler esse livro apaixonante e engraçado. O que me atraiu: O fato de Alasca não ficar com Miles em nenhum momento, tipo, rola beijo? Rola, mas eles não têm um relacionamento amoroso, e Green abordou vários temas sem medo, como o fato de uma adolescente fumar bastante e assuntos sexuais, achei tudo muito bom.O tornou o meu livro favorito do John Green.

1º LUGAR 

A Seleção (a saga toda), essa saga é a única que eu não consegui decidir qual dos três é meu favorito. Eu comprei A Seleção por acaso. Eu estava na livraria e já tinham me indicado este livro, eu estava na duvida entre ele e Belo Desastre, mandei as capas dos dois pra minha amiga e ela falou "compra o da garota ai com vestido", tenho que agradecer a ela, porque conheci o melhor livro da face da Terra. Nele conta a história da America Singer, uma Cinco, que vive em Iléa, que é um Estados Unidos futurístico que voltou a era da monarquia e é governado pelo rei Clarkson, que é um baita de um filho da *piii* e nessa história a sociedade é dividida por castas que vai de Um (a família real) até Oito (que são os bandidos, deficientes, sem-tetos, bastardos), na casta da America é onde ficam os artistas, músicos, pintores, escultores e tal, e ela é violinista. E tem a Seleção, que acontece quando o filho homem do rei (Maxon Gostoso Maravilhoso Te Quero Schreave) atinge a idade de assumir o reino e tem que escolher entre 35 meninas do país, escolhidas através de um sorteio (que na verdade é mentira, é tudo burocrático, pegam moças com contatos que favoreceriam o governo e enfim) e vão para o castelo. America é apaixonada por Aspen, um Seis, só que normalmente não são bem vistos casamentos de pessoas de castas maiores com castas menores e ai ele acaba influenciando America para participar da Seleção já que ele nunca poderá dar o melhor para ela, já que é pobre e sustenta 6 irmãos, e ai chega a melhor parte, America é selecionada e gente, por favor, foi a melhor coisa que aconteceu com ela. Rola uma negação no começo, America odeia o Maxon e odeia Aspen pelo fato de dias antes dela ir para o castelo ele terminar com ela. Só que lá dentro ela começa a ver que Maxon não é arrogante e nada daquilo que pensava. Gente, é sério, é lindo ver como a história se desenrola e ela começa a se apaixonar por ele. TODOS QUE LEREM ISSO ESTÃO CONVOCADOS A PEGAR A SELEÇÃO PARA LER. O que me atraiu: Ah, se eu fosse falar tudo o que me atraiu, o post ficaria ainda maior do que já está, e enfim, é o meu livro favorito, o mais apaixonante e é aquele que eu já reli várias vezes e não enjoo.



É isso gente, agora vocês conhecem um pouquinho de mim. Eu provavelmente irei postar toda semana, e é isso ai. Beijinhos da Mands

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo