[CRÍTICA] Mogli o menino lobo.

22 de abr de 2016
Olá amores! Tudo certo?
Pensa em uma pessoa animada... Eu! Assisti o filme da minha infância! Acham que gostei? Pois eu A-M-E-I. E depois de algumas boas lágrimas derramadas, já que todo filme que envolve animal eu choro (óbvio), eu vim aqui contar para vocês o quão maravilhoso é esse filme, quem sabe não desperta uma curiosidade boa em vocês?



Lançamento: 14/04/2016
Diretor: Jon Favreu
Disney

Vocês já devem ter ouvido falar dessa história, ou até mesmo já devem ter visto o filme animação que a Disney fez, aquela versão linda em VHS, lembram? Pois bem, o filme foi inspirado na animação, porém agora em Live-Action.
Essa nova versão do filme é totalmente parecida com a primeira, se você, assim como eu, AMOU a primeira versão, então de cara vai amar essa também!

O filme conta a história de Mogli, um menino que ficou órfão após o pai ser morto por um tigre, cujo o nome era Shere Kan, quando ainda era muito pequeno, sendo assim, saiu da caverna onde ele e seu pai moravam e encontrou com a pantera, Bagheera, que o levou para uma alcateia, pedindo para os lobos cuidarem dele. Mogli cresceu como um lobo, pois a única família que ele tinha eram os lobos, vivia e conhecia perfeitamente bem a floresta, era grande amigo de Bagheera e vivia treinando com seus irmãos lobos. 
No período de seca que ocorreu na floresta, os animais puderem ver a pedra da paz, que simbolizava a trégua entre os animais, ou seja, era combinado dos animais não se matarem para alimentar, pois naquele momento a água era mais importante, assim, todos os animais bebiam da mesma fonte, na tranquilidade, sem ataques, mas e claro que Shere Kan não pensava o mesmo, ao comparecer na fonte onde se encontravam todos os outros animais, ele percebeu que havia um filhote de humano entre eles e jurou para a alcateia que após a enchente dos rios e o sumiço da pedra da paz, não haveria mais trégua e ele iria atrás de Mogli. 
Com essa ameaça, a alcateia decidi que o lugar mais seguro para Mogli era a aldeia dos humanos, assim, Bagheera fica encarrecado de levá-lo até lá, mas, sabemos que as coisas não são tão fáceis assim e no meio do caminho Mogli ainda vai se aventurar com o urso Balu (necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais!), vai correr perigo com a cobra Kaa, vai passar pela dúvida com o macaco Louie e vai lutar não como um lobo, mas como um Humano!



Meus amigos, eu chorei, chorei porque sou assim sempre que vejo animais em um filme, sempre que há um amor envolvido, não sou chorona vai...

A interpretação do ator Neel Sethi, que fez o Mogli, foi PERFEITA! Ele soube expressar bem as emoções e se conectar tanto com o personagem quanto com os animais, que no caso era pura programação né! Parabéns guri! ARRASOU!
Os animais eram realmente incríveis, pareciam reais, muito bem produzidos, muito bem dublados e igualmente incríveis!
O filme no geral não tem muitas falhas, ao meu ver, até porque o cenário é sempre o mesmo, não tinha o que errar e os animais, como dito antes, estavam perfeitos, logo suas interpretações também estavam perfeitas!
Não acrescentaria nada e nem tiraria nada do filmes, como disse, está bem fiel a primeira animação, damos boas risadas durante o filme, há possibilidades de chorar em algumas cenas e também nos apaixonamos muito por alguns personagens (Bagheera <3).


Como uma boa fã, não poderia deixar de dizer que: TEM A MUSIQUINHA NO FILME GENTE! Cantei! Na real, eu e minha mãe cantamos no meio do cinema, as crianças também, não da pra resistir, da?

Vocês devem estar pensando: Ok, deve ter alguma coisa de ruim nesse filme, impossível estar tão maravilhoso assim. Mas minha gente, eu não sei se é porque amo demais a história, cresci com ela, ou porque realmente não há erros, pois eu não enxerguei nenhum, amei do início até o fim e por isso recomendo o filme milhões de vezes para milhões de pessoas, vale a pena, dinheiro MUITO bem gasto e uma lição de vida para nós! 
Aprendemos não só a conviver em grupo, mas respeitar os animais e a floresta, o filme deixa claro que os animais sentem medo do que os humanos fazem não só com eles, mas com o lar deles, injusto né? Então vamos prestar atenção na mensagem principal do filme também!

Bom, acho que consegui falar tudo o que eu queria, realmente não sei expressar o quanto gostei, creio eu que também vão gostar! 

Um beijão,
Lua




2 comentários:

  1. Também choro quando tem animais nos filmes... Acredito que não preciso comentar nada sobre O Rei Leão, Irmão Urso, Procurando Nemo... Meu coração já dói rsrs quando criança ouvia algumas histórias do Mogli, bem engraçadas por sinal, quando a minha mãe lia um livro da Disney... que tenho até hoje ♥ mas nunca assisti o filme

    Blog: estacaonoventae7.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale! Chorei em todos esses também!! Confesso que não li o livro, mas vi os dois filmes e recomendo viu, se der assista que vai AMAR!
      Beijos.

      Excluir

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo