Girls with attitude: Barbara Gordon

7 de out de 2016

Em homenagem ao outubro rosa, começa uma série de quatro posts falando sobre minhas quatro personagens favoritas de quadrinhos. Para começar, falarei de alguém que ficou por muito tempo sem usar os punhos para combater o mal, que durante esse período utilizou a inteligência e o conhecimento para auxiliar seus parceiros, ficando conhecida como Oráculo. Mais recentemente, nos Novos 52, volta ao seu posto original, novamente sendo chamada de Batgirl. Falarei de Barbara Gordon.
Barbara apareceu pela primeira vez nos quadrinhos na Detective Comic #359, em 1967. Detective Comics é uma série de quadrinhos originalmente publicada pela National Allied Publications (empresa que se tornaria a DC Comics), sendo mantida até hoje pela DC, tendo grande destaque por ser a revista que originou o Batman. Em sua primeira aparição, Barbara era uma bibliotecária, ganhando destaque por ser a filha do comissário Gordon, além de sua carreira como heroína. Contudo a personagem não foi a primeira heroína feminina da detective Comics, sendo que anteriormente havia a Batwoman, que era basicamente um Batman mulher.


A nova Batgirl surgiu como uma personagem original, com sua personalidade própria e características próprias. Nesta época Barbara chegou a ter diversos namorados, ganhando destaque seu relacionamento com Dick Grayson, que então carregava o manto do Robin. A personagem cresceu ao ponto de ganhar sua própria tiragem na Detective Comics, além de aparecer em outros títulos como Action Comics, Liga da Justiça da América, The Brave and the Bold e Superman. Durante os anos 70 e 80, dentre aposentadorias e retornos e diversos títulos diferentes, como Batman Family e a saga crise nas Infinitas Terras, Batgirl atuou ao lado de diversos personagens, tendo destaque o Robin (Dick Grayson), a Batwoman e a Caçadora (Helena Wayne).


A saga mais conhecida envolvendo a personagem e que mudou a história dos quadrinhos, além de ser considerada uma das melhores histórias de todos os tempos, foi Batman: A Piada Mortal. A graphic novel escrita pelo lendário Alan Moore foi lançada em 1988, contou a origem do Coringa, mostrando como uma sequência de acontecimentos e o “estar no lugar errado na hora” errada o levaram à loucura, gerando um dos vilões mais conhecidos de todos os tempos. No desenrolar da trama, o palhaço cria um plano que tentasse provar que todos poderiam ter seu lado insano, assim como ele, e que bastava uma fagulha para acender a chama do lado mais perverso do ser, utilizando o comissário Gordon como sua “cobaia”. Na ocasião, o primeiro ato foi literalmente um tiro na heroína, fazendo com que o comissário sofresse ao ver a situação de sua filha. O tiro acertou a coluna de Barbara, a deixando paraplégica. A trama é resolvida pelo Batman, libertando o comissário em plena lucidez e prendendo seu nêmesis. Os efeitos de Barbara, porém, foram irreversíveis (até recentemente).



Durante muito tempo, Barbara passou então a auxiliar a “batfamília”, assumindo o nome de Oráculo, utilizando da tecnologia e seu conhecimento para ajudar no combate ao crime. Como Oráculo, chegou a formar um grupo chamado Aves de Rapina, com heroínas de Gotham, que chegou a contar com a Caçadora (Helena Bertinelli), a Canário Negro, a Poderosa e a Mulher Gato. Inicialmente o grupo combatia terroristas e traficantes de drogas ou armas, sendo recorrentes as edições que eram one shots (histórias de uma edição só, costumeiramente mais simples e sem tramas muito complexas, sendo evidenciado na falta de grandes vilões). Atualmente a equipe possui mais membros e participa de grandes tramas da editora.


A grande reviravolta para Barbara Gordon veio durante os Novos 52, um reboot nas histórias da DC que ocorreu após a saga Flashpoint, dando novas origens a muitos personagens e dando novos encaminhamentos a outros, sendo o caso de Barbara Gordon. Surpreendendo a muitos fãs, a personagem recuperou seus movimentos, retornando ao manto da Batgirl. A heroína continuou fazendo parte das Aves de Rapina, mas agora utilizando combatendo o crime pessoalmente. Atualmente, após o início da DC Rebirth (uma espécie de reboot, mas que na verdade foi uma continuação dos eventos atuais com rumos diferentes, além de enxugar a quantidade de HQs publicadas), Barbara Gordon está presente em duas linhas de publicação: Batgirl e Batgirl and the Birds of Prey.

Por: Leonardo Arruda 



5 comentários:

  1. Que legal que é em homenagem ao outubro rosa, mas nunca fui muito de ler quadrinhos, então desconheço um pouco dessas figuras, mas sei que são boas, e Batman principalmente! Beijos
    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há momento melhor para falar de heroínas do que em um período de campanha para mulheres que são verdadeiras guerreiras. E começar pela Batgirl é a melhor parte kkk tenho certeza que iria amar a história toda.

      Beijos.

      Excluir
  2. Olá, tudo bom?
    Cara, eu li A Piada Mortal e foi mais ao menos ai que conheci a Barbara, essa hq é insana e uma das minhas favoritas.
    Eu quer muito ler essa nova série dela, que ela é uma adolescente. Li a primeira edição e choveu de easter egg's.
    Achei bem legal falar sobre isso, ainda tem pouca gente que conhece o universo feminino nas hq's.

    Sessão Proibida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lunii, tudo bem e aí?
      Eu não conhecia muito A Piada Mortal até assistir e a melhor definição é realmente "uma HQ insana". Acho que nessa história vemos o tamanho da inteligência e persistência da Barbara.
      Acho super válido apresentarmos essa e mais histórias sobre as mulheres do universo das HQs.

      Beijos

      Excluir
  3. Olá, Amanda.
    Eu confesso que não sou muito fã dos super-heróis. Nem nos filmes nem nos quadrinhos. Não tenho muita paciência para eles não hehe. As únicas HQs que lembro de ter lido foram as do Home Aranha. Mas gostei da postagem, super completa e deu para conhecer a personagem.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo