[CRÍTICA] Rogue One: Uma História Star Wars

20 de dez de 2016

Olá meu povo, tudo certo?
Eu e a Mands fomos conferir Star Wars: Rogue One e finalmente viemos contar o que achamos no filme para vocês.


Para contextualizar, o filme se passa entre o episódio 4 e o 5. O filme conta a história de como os rebeldes descobriram os planos da Estrela da Morte. Jyn é filha de um dos homens que planejaram e desenvolveram a Estrela da Morte, mas sem ter a mínima pretensão de participar da destruição em massa dos planetas e é exatamente por isso que ele deixou um pequeno "defeito" dentro dessa máquina incrível e repassou esse recado até chegar na aliança rebelde que se sentiram no dever de ir atrás dos planos da Estrela da Morte e acabar de vez com os planos de Vader.


 O que a Lua achou

Bom... O filme é maravilhoso, claro, amei amei amei, sem palavras, muito bem produzido, adorei os personagens que são fortes e se destacam bem. Na minha opinião, apesar do filme ser maravilhoso não é algo que é obrigação ser produzido, entende? Não é aquele tipo de filme que faria alguma diferença se existisse ou deixasse de existir, mas é claro que nós fãs precisamos nutrir nossas vidas com mais filmes de sagas que gostamos, logo, PODE LANÇAR MAIS QUE TA POUCO!

No começo eu senti um pouquinho de raiva da Jyn, ela fazia tudo ao contrário do que deveria fazer, mas eu entendi que isso parte da história dela, do que ela passou após ver a morte da sua mãe, ser separada do seu pai e crescer correndo atrás da própria sobrevivência, ao longo do filme você acaba se apegando nela e até fazendo um shippe maneiro.

O legal do filme é que ele da explicações de como os rebeldes conseguiram destruir a estrela no filme 5, aliás sem os planos roubados isso talvez nunca aconteceria, então é bom ver um spin-off do filme com detalhes do que acontece, mesmo não fazendo tanta diferença na história.

Se você não assistiu a saga vai se sentir perdido de ver esse filme, apesar de ser um spin-off, obviamente tem todo um contexto ligado a saga e logo você provavelmente não vai entender bulhufas, já que eu que assisti tudo dei umas vaciladas as vezes e me perdi um pouco na ordem cronológica e depois me reencontrei.

Como ele se passa muito antes do despertar da força, alguns personagens maravilhosos passaram pela tela, já deixou um pequeno spoiler R2D2 e C2PO <3 lindos, Princesa Leia também e Vader, claro.

No geral, amei tudo, os detalhes, a história, a maneira como ela foi contada, fiquei triste com a perda de alguns personagens e completamente feliz por conhecer alguns outros. 

De 0 a 10 eu dou 9 para o filmes, merece um 10? Merece, mas ainda assim, deixarei um 9 hehe.


O que a Amanda achou

Falando como fã de toda a saga...o filme foi incrível. Entrei na sala de cinema esperando um filme e recebi um espetáculo. As cenas de luta estão maravilhosas e carregadas de nostalgia. Li em uma crítica que o filme não precisou de Jedis e sabres de luz para ser algo bom e isso 100% real. Jyn conseguiu ser apaixonante...depois de odiá-la um pouco.

Apesar de não ter sido uma direção de George Lucas, Gareth conseguiu nos presentear com um filme digno da Saga. Como a Lua disse, perguntas que surgiram lá no episódio 4 - Uma nova Esperança - foram respondidas nesse filme. Tivemos Lord Vader sendo cabuloso, tivemos Stormtrooper errando mira, muitas lutas, uma cena fantástica da Star Destroyer sendo estraçalhada e muita emoção.

ALERTA DE SPOILER Confesso que eu me surpreendi demais com o final. Eu li um comentário dizendo que a aparição do Vader foi pequena, mas que foi a melhor. A princípio, achei um exagero completo (isso, sem ver ao filme) e agora eu posso dizer...foi com certeza a melhor aparição de Vader. Se tivemos saudades em ver um pouco da força sendo usada no filme, Vader matou essa saudade no momento em que pegou o sabre de luz. Obrigada, Gareth Edwards.

O fim foi surpreendente. Tivemos muitas mortes, mas foi incrível da mesma forma.

Bom, minha nota de 0 a 10 é, com certeza, 10. Não é o melhor filme do ano exclusivamente, mas está na minha lista dos melhores de 2016. Fechamos o ano com chave de ouro e muita força.

Bem, galera. É isso. Corram para assistir Rogue One: Uma História Star Wars e se deliciem com um filme muito bom.

Beijos, 

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo