[CRÍTICA] Resident Evil 6: O capítulo Final

30 de jan de 2017

Olá terráqueos, tudo certo?
O tão aguardado capítulo final chegou nos cinemas e eu fui conferir. Vou confessar 1 única coisa: Não cheguei a assistir todos os filmes da saga, mas o final achei interessante assistir! Mas para a surpresa e alívio de muitos, que assim com eu, deixou de ver alguns filmes pelo caminho: O começo do 6 ele faz um resenhão da saga!!!

O filme conta o desfecho da história de Alice, a menina que nasceu com uma doença rara e recebeu do seu pai um vírus que a curou, porém o efeito colateral transformava geral em um Zumbi, a empresa Umbrella que era do seu pai, antes de ser assassinado pelo sócio, em vez de parar de distribuir esse vírus resolveram soltá-lo de vez, acabar com toda a população e reconstruir uma nova  para que assim eles pudessem moldar a nova sociedade. Gravaram as feições e lembranças de Alice e a transformaram em um sistema que protege a Umbrella.


Ok, depois desse resumão, o que realmente acontece no Capítulo Final? 
Alice sobrevive aos 5 filmes e agora no 6 ela volta a Raccon City onde todo esse caos começou, ela recebe um comunicado de seu protótipo com informações de que a Umbrella tem guardado a cura desse vírus e que se quebrá-lo, o anti-vírus é liberado e cura toda a população, porém todos que possuem o vírus no corpo morre, inclusive ela. Determinada a salvar a humanidade ou o que restou dela, Alice volta para a cidade de Raccon atrás do anti-vírus e ela vai contar com a ajuda de alguns sobreviventes que encontrará por lá. Mas pra quem pensou que seria fácil, se enganou, além de enfrentar uma horda de zumbis, ela ainda precisa passar por cima do Dr. Alexander. 

Bom... O filme em si é muito bom, os efeitos especiais acredito que continuam o mesmo, não é um filme que da medo, mas é uma prova pra ver se o seu coração aguenta, porque eles exageram nos sustos! Ainda assim achei os zumbis bem tranquilos. 
A atriz como sempre, além de gata, arrasa! o cenário é caótico, depois de um estrondoso apocalipse né? 
O que realmente me incomodou é: esperava mais! Foram 5 filmes e chega no 6 eu senti que eles realmente não colocaram todo potencial que deveriam colocar. Ainda que a narrativa e a história sejam muito boas, o final ficou muito aberto, dando a possibilidade de futuras continuações se eles quiserem, mas para um final, acho que deveriam ter lacrado com chave de ouro e realmente terem colocado um ponto em meio a tantas vírgulas já feitas. 


Tirando o final, tenho certeza que o filme em si foi bem legal, provavelmente quem é muito fã tiveram 2 reações: Ou amaram muito por conta do final ou Odiaram muito por ter faltado algo na essência do filme.

Ainda assim indico para vocês assistirem, é uma boa opção e claro, tirem suas próprias conclusões sobre essa saga! 
De 0 a 10  eu preciso dar um 7, mas não é uma nota ruim! E não é um desperdício de grana, vale conferir e colocar no currículo a maratona inteira dos zumbis!

Obs 1 Rubi Rose participa, ou seja, vale a pena
Obs 2 Ela é um clone ou ela é a verdadeira Alice? Durmam com essa.

Espero que vocês gostem, 
Um beijo.

4 comentários:

  1. Oi Lua.

    Adorei ler sua resenha.
    Estava em dúvidas sobre ir ou não conferir, mas agora já acabaram as dúvidas.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!!
      Vai sim, compensa, depois me conta o que achou do final!!
      Beijão.

      Excluir
  2. Oi, Lua. Eu confesso que nunca li vi nenhum filme do Resident Evil. Esses dias mesmo estava vendo o vídeo do jogo n°7 e gostei bastante, o problema em si é que nem sempre o cinema consegue desenvolver bem a história por traz do jogo, o que deixa a gene bem frustrado. Talvez eu assista rsrs
    Beijo! https://leitoraencantada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Para ser bem sincera o filme não tem NADA A VER com o jogo, ta aí uma grande diferença de quem realmente é fã do jogo e quem é fã dos filmes, ainda assim, a história do filme é bem legal, recomendo. Mas se você joga, tem que ir com a mente aberta!
      Beijão.

      Excluir

 
© Biblioteca do coração - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda. Se inscrevam clicando aqui
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo